segunda-feira, 23 de março de 2009

Parcial


Venha se encontrar comigo. Já menti pra todo mundo. Eu 'tô morando em outro lugar. Aqui vai ser difícil alguém nos achar. Toma um banho. Traz o colar e as esmeraldas. Põe aquele vestido vermelho e o Chanel que eu te dei. Pega o taxi e segue as minhas coordenadas. Quando você chegar, vai ver o quanto aqui é bonito. Eu fugi de todos e tudo ficou mais facil. Eu já tenho uma nova vida. Do meu passado, agora só você. Mas por favor, não me traga as lembranças que eu deixei para trás. Quero apenas, teu corpo, teu sorriso e teu cheiro. Você é a única parte da qual sinto falta. Mas faz de conta que não me conhece. Quero ver novamente aquele olhar tímido da primeira vez. Como se não houvesse página arrancada atrás deste capítulo. Nada foi deixado pelo caminho. Um perfume distinto me rapta do enredo. Ela traja um vestido de festa e ostenta jóias brilhantes. Olha para o relógio a cada minuto. Espera impacientemente por alguém que nunca chega. Vez ou outra sussurra umas palavras ao ar. Eu estou esperando por você, mas não é aqui. Te vejo de longe. Porque trouxeste tuas malas? Não pedi para não tornar à tona o passado? Na verdade, eu desisti de tudo. Desculpa ter feito você esperar tanto, mas eu não tive coragem. Agora eu já fui embora. E voce não sabe como voltar. Ao lado do jovem, a senhora vestida para uma noite de gala. Deve estar ansiosíssima para o evento. As pernas inquietas e o olhar grudado pulso. Ainda falta algumas horas para o cair da noite.

2 comentários:

  1. não pára de alterar o texto, né? hahah

    ResponderExcluir
  2. Parei de reler. haha. Esse texto é tão esquizofrênico quanto a personagem central.

    ResponderExcluir